ATA DA REUNIÃO INICIAL DO COMITÊ CONSULTIVO
PARA O PROJETO BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAUDE - BIREME
HOMEOPATIA BRASIL ( BVS-Ho.Br.)


Matheus Marim

Saibam tantos quantos esta lerem que no décimo sexto dia do mês de junho do ano 2001, às 17:30 horas, durante o III Encontro Sudeste de Homeopatia que teve lugar no Centro de Convenções São Camilo à Avenida Pompéia 888, na cidade de São Paulo, reuniu-se o assim denominado Comitê Consultivo para o Desenvolvimento da Biblioteca Virtual em Saúde - Homeopatia Brasil.

Estiveram presentes a representante da Biblioteca Regional de Medicina para America Latina e Caribe (BIREME) Elenice de Castro substituindo a titular Regina C. Figueiredo Castro; o médico homeopata Dr. Álvaro Mesquita Júnior, organizador e coordenador responsável pelo Comitê Consultivo BVS-Ho.Br.; o representante da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) Dr. Matheus Marim; os representantes do Instituto Hahnemanniano do Brasil (IHB) Drs. Francisco José de Freitas e Luiz Figueira Pinto; a representante da Associação Médico Veterinária Homeopática Brasileira (AMVHB) Dra. Maria Thereza Amaral; o representante da Associação Médica Homeopática de Santa Catarina (AMHSC) e da Fundação Homeopatica Benoir Mure (FHBM) Dr. Waldemar Rodrigues; o representante da Associação Médica Homeopática do Rio de Janeiro (AMHRJ) Dr. Gervásio D. Araujo; a representante da Associação Médica Homeopática do Espírito Santo (AMHES) Dra. Sumaia Salume; o representante da Associação Médica Homeopática de Minas Gerais (AMHMG) Dr. Eduardo Almeida Cunha Filgueiras e o representante da Fundação de Estudos Médicos Homeopáticos do Paraná (FEMHPr) Dr. Nelson Roberto Pala.

Inicialmente o Dr. Alvaro fez um rápido histórico informando que o convite a ele fôra feito pela Bireme em virtude de há mais de dez anos estar com eles trabalhando na base de dados homeopáticos Homeoindex onde foram indexados mais de cinco mil trabalhos com o auxílio de sua equipe da Associação Paulista de Homeopatia (APH) e que aceitara coordenar os esforços para construir a então denominada BVS-Homeopatia Brasil. Relatou sobre a primeira reunião Bireme/homeopatas no dia 25 de agosto do ano 2000, às 15h na sede do Centro Latinoamericano e do Caribe de Informação em Ciências da Saude, à Rua Botucatu 862, Vila Clementino, São Paulo - SP, coordenada pelo Dr. Abel Laerte Packer, diretor Bireme/OMS/OPAS, com a presença da Dra. Regina C. Figueiredo Castro, bibliotecária documentalista do setor de desenvolvimento de fontes de informação da Bireme e dos médicos homeopatas Álvaro Mesquita Junior (APH), Matheus Marim (APH-AMHB) e Marcus Antonio Cavalheiro (APH).

Nessa ocasião foi oficializada e aceita a proposta convite da BIREME e apresentadas as diretrizes políticas e de desenvolvimento desejadas sendo oferecido como modelo para estudos o Projeto BVS-Adolescência. Durante o período agosto a dezembro esse material foi estudado pelos Drs. Álvaro e Matheus ao mesmo tempo que Dr. Álvaro formalizou convite às diferentes instituições para participarem do desenvolvimento do processo, em atendimento à exigência BIREME para que trabalhem na BVS-Ho.Br todas as instituições homeopáticas sólidas e idôneas.

No dia 05 de janeiro de 2001 os Drs. Álvaro e Matheus terminaram a redação final do que foi chamado Projeto BVS Homeopatia Brasil e no dia 24 de janeiro de 2001 o mesmo foi enviado a todas as pessoas já indicadas para compor o comitê consultivo (titulares e suplentes) para discussão. Cumpriu-se o prazo de apresentação à BIREME em 22 de fevereiro de 2001 . No período fevereiro a junho foi também mostrado e discutido em várias reuniões de homeopatas assim como com a Bireme e agora, neste III Encontro Sudeste de Homeopatia, apresentado oficialmente pelo Dr. Álvaro Mesquita Junior à comunidade homeopática brasileira às 9:30 horas do dia de hoje, durante o X Forum Nacional de Pesquisa da Comissão de Pesquisa da AMHB. Para que a apresentação acontecesse de uma forma bastante ampla o Dr. Matheus alugou linha telefônica e área de nove metros quadrados neste evento para que todos os interessados pudessem ver e operar os computadores conectados à Bireme, tendo a mesma enviado as suas funcionárias para demonstrações.

Distribuiu-se também um grande número de panfletos orientando sobre a operacionalização da BVS-Ho.Br. Funcionárias, computadores e panfletos foram enviados pela BIREME. Como o Projeto BVS-Ho.Br. já foi distribuído para estudo a todas as instituições e dele todos os presentes têm ciência, nesta reunião o mesmo não será discutido, apenas traçaremos as linhas mestras e estratégias imediatas de trabalho para os rumos futuros de desenvolvimento, identificaremos a contribuição e compromisso possível de cada instituição, distribuiremos funções e estipularemos prazos. O Projeto BVS Homeopatia Brasil está como anexo ao final desta ata para consulta, registro e memória.

Nem todas as instituições convidadas indicaram representantes a este comitê consultivo, entre os titulares indicados têm hoje ausência justificada o representante da APH Dr. Marcio Armani e a representante da Associação Brasileira de Farmacêuticos Homeopatas (ABFH) Dra. Amarilys de Toledo Cesar. Após fazer essas explanações iniciais e responder a várias perguntas esclarecendo alguns pontos específicos desse processo o Dr. Álvaro iniciou discussão objetivando cumprir com os tópicos previstos.

Como ponto inicial de ordenamento ficou clara a necessidade de um REGIMENTO INTERNO que definisse finalidades, organização, atribuições, direitos e deveres, inclusões e desligamentos, custeio de despesas, etc. Pelo fato de já possuir um regimento interno padrão para suas comissões a tarefa de fazer o esboço inicial do mesmo foi entregue à AMHB na pessoa de seu representante aqui presente que, aproveitando a presença de todos, já solicitou a cada um a gentileza do envio dos regimentos internos não AMHB que tiverem conhecimento. Acordou-se que esse regimento deverá especificar que o comitê consultivo é composto pelos titulares e suplentes já nominados no Projeto BVS-Ho.Br. sendo os responsáveis perante as instituições, as pessoas que não fazem parte do comitê consultivo mas que o ajudam comporiam uma instância denominada grupo executivo ou de apoio ou apenas grupo de apoio, podendo ou não fazer parte dessas instituições.

O segundo assunto discutido e também premente diz respeito ao treinamento das pessoas que vão inserir os dados, a Sra Elenice informa que a BIREME dispõe de programa de treinamento específico para tanto, base LILACS com padronização de vocabulário do qual ela é a coordenadora, retirando do caos da internet o glossário homeopático, tomando medidas para evitar auto prescrição, exercício ilegal da medicina, etc; os responsáveis pelo envio de dados deverão ser treinados pela BIREME in loco ou in linea, tanto mais ágil será a BVS quanto melhor a qualidade dos que a ela enviarem os dados.

O terceiro assunto levantado foi sobre os Catálogos, informou-se que será responsabilidade da BVS os dados ali contidos, devendo-se solicitar titulação dos que se anunciam, será fornecida senha de acesso, que no futuro serão cobradas pequenas taxas para que a BVS-Ho.Br. possa ser autônoma financeiramente. O item Notícias foi bastante questionado, ficando clara a necessidade de as instituições disporem de um consultor jornalista ou assessor de imprensa atento à área de saúde e ciência para que as notícias sejam renovadas semanalmente, as instituições poderão fazer rodízios semanais ou com outra periodicidade acordada para que cada uma possa mostrar o seu estilo jornalístico, atuando com perguntas, respostas, informações, dúvidas, etc.

O importante é montar estratégias para que as pessoas se dirijam à BVS-Ho.Br. pela qualidade do seu trabalho e não a outras fontes de informação que facilitem a prática leiga da medicina homeopática. Dentro deste tópico de discussão solicitou-se às instituições que ainda não o fizeram que mandem seus logos e endereços eletrônicos. Em comum acôrdo e segundo suas capacidades as instituições deverão ficar responsáveis pela coleção de outros endereços eletrônicos para torná-los disponíveis na rede, coletar literatura científica, cadastros,catálogos, etc.

Várias pessoas demonstraram preocupação pela perda de seus dados caso eles passem a fazer parte da BVS, explicou-se que a BVS pode aceitar esses dados mas que sua função será a de facilitar o acesso aos donos dos dados, a BVS-Ho.Br. será a referência que remeterá o buscador à fonte original, de qualquer forma as instituições deverão se adequar a linguagens utilizadas pela BIREME, a esta altura a Sra. Elenice prestou informações técnicas iniciais de revisão e validação de informações, devendo enviar manual ao Dr. Álvaro para que todos possam compreender melhor a dinâmica do registro, aproveitamento e liberação das informações.
Após esse segmento intermediário de esclarecimentos passou-se à fase de distribuição de tarefas iniciais, ficando assim acordado:

TAREFAS AMHB:
a – elaboração da ata desta reunião, colocá-la no BVSHoBr@yahoogroups.com para que todos a leiam e retornem com as adições e/ou correções que considerarem necessárias,
b - elaboração da proposta de regimento interno para ser discutida pelo Comitê Consultivo BVS-Ho.Br.,
c – contato com outras instituições que manifestarem desejo de trabalhar na BVS-Ho.Br.

TAREFAS IHB:
a – coleta e operação on line de textos completos em homeopatia para o Espaço do público - Sala de leitura,
b – definir pessoa responsável pela entrada de dados e agendar treinamento na
Bireme,
c – providenciar e cobrar contato constante e estreito entre as bibliotecárias do IHB e da APH para integrar as bases de dados e programas entre essas instituições.

TAREFAS AMHERJ:
a – resumo de notícias sobre homeopatia, coletá-las e solicitar colaboração de outras entidades,
b – definir pessoa responsável pelo envio de dados e agendar treinamento na Bireme.

TAREFAS AMHMG :
a – coletar e elaborar perguntas e respostas para o segmento correspondente,
b - definir pessoa responsável pelo envio de dados e agendar treinamento na Bireme.

TAREFAS FEMHPr. :
a - LIS - Homeopatia, Localizador de Informação em Saúde com definição de data para o início de envio de informações à Bireme.

TAREFAS APH:
a – coleta e operação on line de textos completos em homeopatia para o Espaço do público – Sala de leitura e Catálogo de periódicos,
b - agendar treinamento na Bireme para a bibliotecária APH, Maria Helena,
c – providenciar e cobrar contato constante e estreito entre as bibliotecárias da APH e do IHB para integrar as bases de dados e programas entre essas instituições.

TAREFAS ABFH:
a - catálogo de farmacêutico
b - catálogo de farmácias
c - definir os campos que deverão constar desses catálogos (discutir com Álvaro esse assunto)
d - finalização da categoria medicamentos do DeCS (Descritores em Ciências da Saúde), para tanto manter contato com Maria Helena na APH,
e - definir pessoa responsável pelo envio de dados e agendar treinamento na Bireme.

SOLICITAÇÕES QUE A TODOS SE FAZ:
a - manter contato diário com esta lista para saber sobre o andamento das tarefas e possibilidades de sugestões que possam melhorar o trabalho de todos
b - empenho em suas instituições para formar grupos de apoio que possam ajudar nessas tarefas,
c - colaborar sempre que possível com o envio de textos, perguntas e respostas, endereços, possibilidades de arrecadação de fundos, sugestão de novas estratégias para agilização dos trabalhos, etc, enfim, tudo o que possa acrescentar e facilitar,
d - apontar erros estratégicos
e - comunicar sobre suas dificuldades
f - gerar informações e notícias.

Em nada mais havendo de relevante declaro a lavra desta ata como sendo de minha autoria, encerro-a e coloco-a no BVSHoBr@yahoogroups.com  para leitura de todos os presentes à reunião esperando de todos as correções e/ou adições que forem consideradas pertinentes. Após aprovação final a daremos como definitivamente terminada.

Matheus Marim, representante AMHB junto à BVS-Ho.Br. e secretário ad hoc para esta reunião.

Campinas, 18 de novembro de 2001.